As Primícias – Um princípio em Decreto que estabelece a Honra e a Prosperidade. Por Ap. Yves Garcia

Creio que a maior realização de um ministro do Evangelho pode conseguir é a de levar o ser humano a conhecer, amar e servir ao Senhor, nascendo de novo, sendo cheio do Espírito Santo e desfrutando de todas as bênçãos através dos princípios bíblicos desde Gênesis até as que o senhor Jesus providenciou na sua morte no Calvário.

Ratifico e explano que não tenho como pretensão criar qualquer modismo ou constrangimento em relação ao tema, haja vista que o assunto para alguns é um tabu para outros é visto com maus olhos, em virtude dos escândalos que a teologia da prosperidade tem causado no meio cristão atual, por igrejas da prosperidade e da confissão positiva. Gostaria de pedir a você que está lendo este artigo, deixe de lado por um momento o que já sabe e examine, sem parcialidade, o que eu estou propondo e no final façam uma avaliação e me envie nos dados que deixarei na última página deste artigo.

Todo o melhor do azeite, e todo o melhor do mosto e do grão, as suas primícias que derem ao Senhor, as tenho dado a ti. Números 18:12.

E as primícias de todos os primeiros frutos de tudo, e toda a oblação de tudo, de todas as vossas oblações, serão dos sacerdotes; também as primeiras das vossas massas dareis ao sacerdote, para que faça repousar a bênção sobre a tua casa.Ezequiel 44:30.

COMO ISSO ACONTECEU?

Há alguns dias orando a Deus e pedindo direção para a Igreja, para os discípulos e líderes de congregação em virtude das dificuldades financeiras que todos tem enfrentado, veio-me à mente o texto do livro de Números capitulo 18 e ao reler esse capitulo várias vezes, Deus me trouxe o entendimento de um princípio, muito importante para a prosperidade Espiritual e Financeira, chamado de: Primícias.

Este princípio se desenvolve no mandamento da Lei das Primícias, que tem como objetivo, de Honrar a Deus, abençoar o Sacerdote e abençoar o Primiciador (Aquele que Primícias). Como os gentios Cristãos são enxertados (Efésios 2:11-21, Romanos 11:17, Gálatas 3:29) na Aliança em Jesus, dada a Israel (Jeremias 31:31-33) todas as bênçãos e princípios estabelecidos na primeira aliança (antigo Testamento) passam a ser de direito de todos os Cristãos também, dessa forma o Discípulo e Igreja podem fazer uso pela fé desta lei de prosperidade e serem abençoados.

Ainda sobre primícias está escrito:

Êxodo 23:16-19: “Guardarás a Festa da Sega (Pentecostes ou Festa das Semanas), dos primeiros frutos do teu trabalho, que houveres semeado no campo, e a Festa da Colheita (Tabernáculos), à saída do ano, quando recolheres do campo o fruto do teu trabalho. As primícias dos frutos da tua terra trarás à Casa do Senhor, teu Deus. Não cozerás o cabrito no leite da sua própria mãe”.

Nos versículos bíblicos registrados no livro de Êxodo no qual acabamos de ler Deus está falando das primícias como uma instituição dada por ELE por ter abençoado a terra. É um gesto de gratidão.

SABEMOS QUE…

Nem todos nós trabalhamos na lavoura, então como seria possível ser um Primiciador se não temos frutos da nossa terra para levar a casa do senhor?

Consideramos as primícias como um gesto de gratidãopor Deus ter nos abençoado no nosso trabalho, nos nossos dias, podemos dar como oferta de primícias ao Senhor uma porcentagem, um valor prudente ou a totalidade do nosso primeiro salário quando por exemplo: quando o Senhor nos abençoa com um trabalho após termos passado um tempo sem sustento financeiro ou quando Deus coloca em nossas mãos uma restituição financeira de algo que já havíamos dado por perdido ou quando recebemos uma gratificação extra por nosso trabalho ou ainda quando o Espírito Santo nos move a fazê-lo em qualquer outra situação que para nós é um milagre ou simboliza a bênção de Deus sobre nós.

No livro de Deuteronômio capitulo 26 versículos de 1 ao 4 está escrito: “Ao entrares na terra que o Senhor, teu Deus, te dá por herança, ao possuí-la e nela habitares, tomarás das primícias de todos os frutos do solo que recolheres da terra que te dá o Senhor, teu Deus, e as porás num cesto, e irás ao lugar que o Senhor, teu Deus, escolher para ali fazer habitar o seu nome. Virás ao que, naqueles dias, for sacerdote e lhe dirás: Hoje, declaro ao Senhor, teu Deus, que entrei na terra que o Senhor, sob juramento, prometeu dar a nossos pais. O sacerdote tomará o cesto da tua mão e o porá diante do altar do Senhor, teu Deus” e no Livro de 2 Crônicas Capitulo 31 versículo 5 “Logo que se divulgou esta ordem, os filhos de Israel trouxeram em abundância as primícias do cereal, do vinho, do azeite, do mel e de todo produto do campo; também os dízimos, de tudo trouxeram em abundância”.

As primícias continuam sendo um Gesto de Gratidão a Deus.

O INTERESSANTE É QUE…

Deste princípio (Lei) está no fato de que quando se traz a Primícias, e o Sacerdote apresenta diante de Deus em Oração, três coisas acontecem:

  1. Deus é honrado como o originador da Benção e reconhecido, é a forma visível de mostrar Gratidão a Ele, assim reconhecemos Ele em primeiro lugar em nossas vidas; Veja: Gênesis Capitulo 4 versículos do 2 ao 7“ Abel foi pastor de ovelhas, e Caim, lavrador. Aconteceu que no fim de uns tempos trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao Senhor. Abel, por sua vez, trouxe das primícias do seu rebanho e da gordura deste. Agradou-se o Senhor de Abel e de sua oferta.
  1. O sacerdote é abençoado, para que não falte sustento em sua mesa e seja reconhecido como Servo de Deus diante da comunidade; Veja: Todo o melhor do azeite, e todo o melhor do mosto e do grão, as suas primícias que derem ao Senhor, as tenho dado a ti. Números 18:12
  1. O Primiciador é abençoado com mais prosperidade e o derramar da provisão sobre sua vida, familiar e negócios. Veja: E as primícias de todos os primeiros frutos de tudo, e toda a oblação de tudo, de todas as vossas oblações, serão dos sacerdotes; também as primeiras das vossas massas dareis ao sacerdote, para que faça repousar a bênção sobre a tua casa.Ezequiel 44:30

É IMPORTANTE NOTAR QUE…

Antes do ato de Abrão de dar o dízimo a Melquisedeque só havia a oferta das primícias, como fez Abel (Gênesis Capitulo 4 versículos de 2 ao 7: “… Abel foi pastor de ovelhas, e Caim, lavrador. Aconteceu que no fim de uns tempos trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao Senhor. Abel, por sua vez, trouxe das primícias do seu rebanho e da gordura deste. Agradou-se o Senhor de Abel e de sua oferta; ao passo que de Caim e de sua oferta não se agradou. Irou-se, pois, sobremaneira, Caim, e descaiu-lhe o semblante. Então, lhe disse o Senhor: Por que andas irado, e por que descaiu o teu semblante? Se procederes bem, não é certo que serás aceito? Se, todavia, procederes mal, eis que o pecado jaz à porta; o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo”).

Aqui, Abel dá a Deus as suas primícias, por isso sua oferta foi aceita e a de Caim não. As primícias não era 10% da colheita ou do gado, mas era o que primeiro frutificou ou foi gerado, como uma oferta de gratidão ao Senhor.

O Senhor se agradou de Abel e o abençoou. Assim como o dízimo deve ser separado antes de gastarmos nosso dinheiro com qualquer coisa, as primícias (diferente do dízimo) é tudo aquilo que eu colher ou receber advinda de uma benção inesperada ou esperada, algo que eu plantei e aguardei o seu fruto, sendo ela uma forma de agradecer ao Senhor por nos ter dado e ter sua proteção sobre o que for gerado a partir dali. Vale lembrar que dízimo é 10%, portanto, é diferente de primícias, a Primícias não é Dízimo, Primícias é um valor prudente em épocas especificas, nos quais Deus abençoa a nossa colheita.

Lembrando que é uma oferta voluntaria, porquanto não é obrigatória, e nem você deve trocar o Dízimo pelas Primícias, ou vice-versa, haja vista que tem propósitos diferentes.

SENTIU NO CORAÇÃO…

Estaremos disponibilizando nas congregações MASF, mensalmente nos cultos de Primícias e Santa Ceia, os envelopes de Primícias, para que se você sentir no coração, em ser além de Dizimista e Ofertante, também um Primiciador, e assim ser um abençoador na vida de seu sacerdote e Pastor, Bispo ou Apóstolo, pois o valor será especifico para seu sustento.

Ao Final do Culto de Primícias o Sacerdote irá receber seu envelope e você deverá ir até ele, para o mesmo para fazer uma oração especifica por um pedido que você irá levar e ungir suas mãos, mas caso não deseje a oração em público, especifique no envelope seu pedido que diariamente o Sacerdote estará orando pelo seu pedido.

 

Cremos assim que poderemos dizer em nosso meio: praticamos um princípio em Decreto dado por DEUS que estabelece a Honra e a Prosperidade. Deste modo poderemos sempre manter um nível de honra em nossas vidas no qual reconhecemos que Deus nos dar abundantemente para que sejamos bênção na vida de nossos líderes também.

 

 HONRA AO SENHOR…

“…com teus bens e com as primícias de toda a tua renda; e se encherão fartamente os teus celeiros, e transbordarão de vinho os teus lagares. ” (Provérbios 3:9-10)

Ao mencionar a necessidade de darmos honra ao Senhor em nossas finanças, a Palavra do Senhor fala sobre os nossos bens e também sobre as primícias da nossa renda. Não se trata apenas de honrá-Lo com os nossos bens, nem tampouco de honrá-Lo apenas com a nossa renda, e sim com as primícias desta renda.

A definição que o Dicionário Aurélio dá acerca de primícias é: “Primeiros frutos; primeiras produções; primeiros efeitos; primeiros lucros; primeiros sentimentos; primeiros gozos; começos, prelúdios”. A definição bíblica não é diferente. Por trás de toda uma doutrina fundamentada em ensinos explícitos e figuras implícitas, as Escrituras nos mostram a importância que Deus dá ao nosso ato de entregarmos a Ele as nossas primícias, cuja definição é: “a primeira parte de algo. ”

Deus não instituiu as ofertas pelo fato de precisar delas, mas para provar o nosso coração numa das áreas em que demonstramos um grande apego. Com a Lei das Primícias não é diferente. Deus não precisa dos primeiros frutos. Nós é que precisamos d’Ele em primeiro lugar em nossas vidas, em tudo, ao acordar, ao ir ao trabalho ao ir à escola, colocando Ele em primeiro lugar em nossas atitudes, e o mandamento das Primícias é um excelente exercício para mantermos o nosso coração consciente desta verdade.

Em meu fraterno Shalom.

Por Apóstolo Yves Marcel Garcia, MASF.

Anúncios

Deixe uma resposta