E ele Enviou (Vayishlách) – Ap. Yves Garcia

Leia: Gênesis. 32:3– 36:43 (Parashá – Porção)

Obadias 1:1-21, Matheus 26:36-46 (Haftará – Profetas, Escritos e o Novo Testamento)

Na continuação dos eventos que aconteceram a Jacó, essa porção relata o encontro de Jacó com Esaú seu irmão, e uma grande comitiva é preparada para recepcionar Esaú, mas percebemos o receio e o medo de Jacó de enfrentá-lo, a ponto de ele lutar com um suposto Homem, acreditando ser um enviado de Esaú, e como Jacó prevalecia sobre este Homem, disse o Homem: Deixa-me ir, porque já a alva subiu. Porém ele disse: Não te deixarei ir, se não me abençoares. E disse-lhe: Qual é o teu nome? E ele disse: Jacó. Então disse: Não te chamarás mais Jacó, mas Israel; pois como príncipe lutaste com Deus e com os homens, e prevaleceste. Gênesis 32:26-28. Jacó percebe que não se trata de um “homem”, mas de um enviado: O Anjo, talvez o Anjo de Esaú como diz a tradição Talmúdica ou O Anjo do Senhor, como uma
Tipificação do Messias que Sempre esteve ligada com Israel. Vemos posteriormente o Emocionante encontro dos Irmãos onde se abraçam e choram, e Jacó presenteia seu irmão com muitos dos animais que Hashem o havia abençoado na terra de Labão, e aqui neste evento tem duas coisas que me chamam a atenção, a primeira é como Jacó tinha a preocupação em se reconciliar com seu irmão, pois isso fica claro pelo fato de ele retornar a casa de seus pais, e isso é uma grande lição para nossas vidas neste dias atuais, vivemos dias onde a indiferença e esperteza é louvada, não podemos ser insensíveis aos danos que causamos ao nosso próximo, pois se erramos devemos reparar sempre que possível, assim como fez nosso Pai Jacó. A Segunda coisa é como ele trata seu irmão, sempre com humildade se colocando sempre como servo, mesmo sabendo que seu irmão era profano mantém respeito e consideração. Assim como tantos altos e baixos aconteceram na vida de nosso patriarca, assim acontecem em nossas vidas, mesmo sabendo que todos os dias somos tentados, devemos manter uma busca por D-us e não se esquecer das promessas feitas por Ele em nossas vidas, assim foi Jacó, ele poderia abandonar tudo, mas sempre esteve firme as promessas feita a ele por D-us.

Fazendo uma Correlação (Midrash) – Haftará

 A soberba do teu coração te enganou, como o que habita nas fendas das rochas, na sua alta morada, que diz no seu coração: Quem me derrubará em terra? Se te elevares como águia, e puseres o teu ninho entre as estrelas, dali te derrubarei, diz o SENHOR. Se viessem a ti ladrões, ou assaltantes de noite (como estás destruído!), não furtariam o que lhes bastasse? Se a ti viessem os vindimadores, não deixariam algumas uvas?  Como foram rebuscados os bens de Esaú! Como foram investigados os seus tesouros escondidos! Todos os teus confederados te levaram até a fronteira; os que gozam da tua paz te enganaram, prevaleceram contra ti; os que comem o teu pão puseram debaixo de ti uma armadilha; não há nele entendimento. Porventura não acontecerá naquele dia, diz o SENHOR, que farei perecer os sábios de Edom, e o entendimento do monte de Esaú? E os teus poderosos, ó Temã, estarão atemorizados, para que do monte de Esaú seja cada um exterminado pela matança. Por causa da violência feita a teu irmão Jacó, cobrir-te-á a confusão, e serás exterminado para sempre. Obadias 1:3-10

Este texto é mais um dos que D-us promete que Edom será punida e destruída, mas aqui especificamente se refere ao fato de Edom querer tomar posse do território dado por D-us aos descendentes de Jacó, o Povo Judeu, de modo que se orgulhavam pelo fato de estarem naquela terra. Mas uma coisa que muitos teólogos e Cristãos não estendem, não é por merecimento que a Terra de Israel que D-us deu aos Judeus, mas por Amor aos Patriarcas e a sua Palavra, de modo que se D-us aceitar a arrogância dos povos (Edom também simboliza todos os povos que não reconhecem Israel como herdeiro daquela terra), seria o mesmo que reconhecer que D-us foi derrotado, MAS O SENHOR NUNCA PERDEU UMA BATALHA! E Israel na terra prometida aos patriarcas e seus descendentes representa a Vitória de D-us sobre os Edomitas. Um fato me chama a atenção, D-us disse: Por causa da violência feita a teu irmão Jacó, cobrir-te-á a confusão, e serás exterminado para sempre. Obadias 3:10, percebo algo que tenho com revelação, em outro texto diz: E o SENHOR lhe disse: Duas nações há no teu ventre, e dois povos se dividirão das tuas entranhas, e um povo será mais forte do que o outro povo, e o maior servirá ao menor. Gênesis 25:23. Um fato que deveria acontecer era que os descendentes de Esaú servissem aos descendentes de Jacó, pois todos os descendentes de Esaú ocuparam uma área extremamente grande e os de Jacó uma Pequena área e não vemos os Edomitas servindo aos Judeus, ainda mais hoje que Israel está cercada por Nações Árabes querendo Aniquilá-los, isso explicaria a punição feita a Edom, pois mesmo depois de presenciar todos os feitos que D-us fez a Israel, não reconheciam isso. Aprendemos algo, a Verdadeira Família de D-s é composta pelo Verdadeiro Israel (que não é a Igreja) e todos os Cristãos que são fieis aos mandamentos e princípios contidos nas Escrituras, mostrando que muitos serão condenados assim como Edom e ficaram de fora do Reino dos Céus, onde em breve Jesus implantará o seu Reino Visível de Paz, Justiça e Alegria, no momento que a Plenitude das Nações estiver completa. Glória a D-us seja Para todo o Sempre! Amém.

Você Sabia?

Há um interessante Midrash em que os Sábios dizem que Jacó cometeu um erro. Jacó seria como um homem andando por uma região perigosa que viu um ladrão dormindo. Ele resolve acordar o ladrão e dizer para que ele tome cuidado com os perigos da região. Irritado por ter sido acordado, o ladrão espanca o homem. Essa pessoa despertou o próprio mal. Assim, os Sábios concluíram que ao enviar mensageiros, Jacó fez a mesma coisa, reviveu o gigante adormecido de 36 anos antes. Daqui podemos aprender uma importante lição: devemos evitar sofrer por antecipação. Jacó, por medo que o encontro com o irmão terminasse em confronto (o que, no final, se mostrou falso), acabou se precipitando, e tentou remediar algo que nem sequer acontecera.

Anúncios

Deixe uma resposta