Ki Tisá – Então Levarás – Por Ap. Yves Garcia

Leia: Êxodo 30:11-34:35 (Parashá – Porção)

1 Reis 18:1-39 1 Cor 8:4-13 (Haftará – Profetas, Escritos e o Novo Testamento)

Nesta porção temos mais detalhes sobre a bacia de bronze, Os ingredientes do óleo da unção e do incenso sagrado, as tabuas da lei, o evento do bezerro de ouro, a intercessão de Moises em favor do povo e o anjo que ia adiante do povo.

Êxodo 30:23-25

23 – Tu, pois, toma para ti das principais especiarias, da mais pura mirra quinhentos siclos, e de canela aromática a metade, a saber, duzentos e cinqüenta siclos, e de cálamo aromático duzentos e cinqüenta siclos, 24 – E de cássia quinhentos siclos, segundo o siclo do santuário, e de azeite de oliveiras um him.25 – E disto farás o azeite da santa unção, o perfume composto segundo a obra do perfumista: este será o azeite da santa unção.

Não é nossa intenção dogmatizar a utilização do Óleo da Unção ou impor seu uso, de modo que analisaremos sua composição e o significado de suas essências, pois cremos que se D-us deu uma composição especifica para o Óleo da Unção, é por que ele quis nos ensinar algo, e nesta perspectiva que este estudo tem por propósito.

A princípio vamos analisar a função da utilização do óleo no tempo de Moisés, era especificamente para ungir os utensílios utilizados no serviço pelos sacerdotes e os próprios sacerdotes também eram ungidos, só nestes versos acima já podemos perceber como D-us quer ser servido e adorado: com Santidades e tudo Consagrado a ele, ou seja, para que seu Espírito fosse manifestado na tenda, tudo deveria está Ungido e Consagrado, de modo que se não houver também em nossas vidas Santidade e Consagração a Ele, não podemos desfrutar de uma habitação mais profunda de seu Espírito.

Fica evidente a proibição de se utilizar o Óleo da Unção de forma profana e descompromissada, pois havia uma consequência de se utilizar o óleo sobre alguém que não fazia parte do povo de D-us, principalmente fazer óleo semelhante e usar em um ritual pagão, podemos ver o que aconteceu com os povos que se levantaram contra Israel entrando no templo e profanando os símbolos e acessórios utilizados no serviço a Adonai, foram todos punidos.

Havia três classes que recebiam unção especifica para realização dos propósitos de D-us, as quais eram: Os Profetas, Sacerdotes e Reis. E essa Unção dava total autoridade para se realizar os desígnios de D-us.

A Unção com Óleo é com se fosse a Materialização da Presença, Cheiro e Alegria do Espírito de D-us, na vida de seus Adoradores. O salmo abaixo fala dessa verdade:


Salmos 133:1-3

1 – OH! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união.

2 – É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes.

3 – Como o orvalho de Hermom, e como o que desce sobre os montes de Sião, porque ali o SENHOR ordena a bênção e a vida para sempre.

O Senhor Yeshua recebeu essa Unção do Espírito, cita o cumprimento da profecia de Isaias 61:1, no Qual o Espírito do Senhor estava sobre ele, ao ler o Sêfer Torá na Sinagoga de Nazaré,

Lucas 4:18-19

18 – O Espírito do Senhor é sobre mim, Pois que me ungiu para evangelizar os pobres. Enviou-me a curar os quebrantados do coração,19 – A pregar liberdade aos cativos, E restauração da vista aos cegos, A pôr em liberdade os oprimidos, A anunciar o ano aceitável do SENHOR.

Então o ato de D-us em Ungir está intimamente ligado com sua real intenção: restaurar o Homem, e que através dessa restauração Ele possa habitar no Homem, e fazer da vida do homem um verdadeiro Templo de sua morada. E essa unção que é o Próprio Espírito de D-us nos fornece o Fruto do Espírito e Dons do Espírito, como exemplo:

Unção de Sabedoria:

I João 2:20-27

20 – E vós tendes a unção do Santo, e sabeis tudo.21 – Não vos escrevi porque não soubésseis a verdade, mas porque a sabeis, e porque nenhuma mentira vem da verdade. 22 – Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? É o anticristo esse mesmo que nega o Pai e o Filho.23 – Qualquer que nega o Filho, também não tem o Pai; mas aquele que confessa o Filho, tem também o Pai.24 – Portanto, o que desde o princípio ouvistes permaneça em vós. Se em vós permanecer o que desde o princípio ouvistes, também permanecereis no Filho e no Pai.25 – E esta é a promessa que ele nos fez: a vida eterna.26 – Estas coisas vos escrevi acerca dos que vos enganam.27 – E a unção que vós recebestes dele, fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como ela vos ensinou, assim nele permanecereis.

Unção da Cura

Tiago 5:14-15

14 – Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor; 15 – E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados.

Unção que Qualifica os Obreiros

Êxodo 30:30

30 – Também ungirás a Arão e seus filhos, e os santificarás para me administrarem o sacerdócio.

Igreja de Yeshua pode utilizar o Óleo? Em Tiago 5:14, informa que os presbíteros da congregação deveriam ungir o enfermo e a oração da Fé restabeleceria sua saúde.

Assim como em Marcos 6:12-13 que diz que curavam numerosos enfermos, ungindo-os com óleo, acredito que era uma forma de Ato profético de consagração da vida do enfermos a D-us. Então a resposta a pergunta acima é sim.

  

Falando um pouco sobre as Essências do Óleo

Mirra: Representa a Morte preciosa de Yeshua e sua Ressurreição. Usado para aliviar a Dor, Jesus rejeitou tomar misturado com vinho. A Raiz Hebraica da Palavra Mirra é Amargo ou Fluir.

Citação Bíblica:

Cânticos 5:5

5 – Eu me levantei para abrir ao meu amado, e as minhas mãos gotejavam mirra, e os meus dedos mirra com doce aroma, sobre as aldravas da fechadura. 

Canela: Representa a Doçura e a Eficácia da Morte de Cristo. Usada para abençoar a vida dos Casais.

Citação Bíblica:

Êxodo 30:23

23 – Tu, pois, toma para ti das principais especiarias, da mais pura mirra quinhentos siclos, e de canela aromática a metade, a saber, duzentos e cinqüenta siclos, e de cálamo aromático duzentos e cinqüenta siclos,

 Calamo: É um relaxante muscular e sedativo suave para sistema nervoso. Representa o autocontrole proporcionado pelo Espírito de D-us.

Êxodo 30:23

23 – Tu, pois, toma para ti das principais especiarias, da mais pura mirra quinhentos siclos, e de canela aromática a metade, a saber, duzentos e cinqüenta siclos, e de cálamo aromático duzentos e cinqüenta siclos,

Cássia: Representa o poder da ressurreição de Cristo, pois ela nasce em lugares onde outras plantas não nascem.

Citação Bíblica:

Salmos 45:6-8 – 6 – O teu trono, ó Deus, é eterno e perpétuo; o cetro do teu reino é um cetro de eqüidade. 

7 – Tu amas a justiça e odeias a impiedade; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu com óleo de alegria mais do que a teus companheiros.

8 – Todas as tuas vestes cheiram a mirra e aloés e cássia, desde os palácios de marfim de onde te alegram.

Oliva: O azeite também era reconhecido como um medicamento entre os judeus (Isaías 1:6; Marcos (6:13; e Tiago 5:14). Em Lukas 10:34, o “bom samaritano” unge as feridas do homem que tinha sido atacado pelos salteadores com Vinho e azeite. O azeite, nas feridas, era conhecido por ajudar a cicatrizar. Pode-se dizer que na cultura judaica o azeite indicava o sentimento de alegria, ao passo que a sua falta denunciava tristeza, ou humilhação.

Citação Bíblica:

1 Samuel 16:1

1 – ENTÃO disse o SENHOR a Samuel: Até quando terás dó de Saul, havendo-o eu rejeitado, para que não reine sobre Israel? Enche um chifre de azeite, e vem, enviar-te-ei a Jessé o belemita; porque dentre os seus filhos me tenho provido de um rei.

Creio que o Azeite não tem poder em si, mas podemos nos valer dos princípios nos quais D-us tem nos revelado, D-us usa o Azeite como didática para que se faça ser visto diante dos homens sua vontade. De modo que Ele quer que cada característica das essências possa ser manifesta na vida de seus servos, exemplo o cinamomo (Strog) que é belo por fora e exala um excelente aroma internamente, assim tem que ser nossas vidas nossos testemunho de diante de D-us e dos Homens sejam Aromáticas (Interiormente) e Bonito (Exteriormente). Deste modo não vejo problema algum se usar o Azeite nas Igrejas, pois estão usando um princípio de Santidade crendo na manifestação do Espírito de D-us, Agora tudo tem quer ser feito com reverencia para não cair no pecado da ignorância, devemos ter discernimento espiritual para saber o momento de sua utilização, não atribuindo ao azeite alguma espécie de poder mágico, deste modo recomendo que os presbíteros adotem nos cultos um momento para oração sobre os enfermos e ungindo-os com Óleo conforme o texto:

Tiago 5:14-15

14 – Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor; 15 – E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados.

Pois existem pessoas que necessitam de orações, e o Bispo Tiago nos orienta chamar os presbíteros da igreja, ou seja, ele vê no presbitério uma autoridade, que na verdade é a unção do Espírito de D-us capacitando para realizar milagres e sinais na pessoa do Seu ungido: Jesus O Messias.

Êxodo 31:6

6 – E eis que eu tenho posto com ele a Aoliabe, o filho de Aisamaque, da tribo de Dã, e tenho dado sabedoria ao coração de todos aqueles que são hábeis, para que façam tudo o que te tenho ordenado.

Nós temos aqui um dos princípios mais fantásticos da palavra de D-us, o de termos nossas habilidades aperfeiçoadas pelo Senhor dos Senhores para servir e ser útil para o bem do Reino dos Céus, podemos citar, o exemplo de pessoas que tem a facilidade de ensinar, e quando abrem a oportunidade de ser um instrumento nas mãos do Eterno, percebe como D-us atua através de sua habilidade de forma a potencializa-la, assim foi com Moshe Rabenu(Mestre Moises), Josué e os demais apóstolos, mas um coisa que tenho percebido, se formos pensar bem todas as pessoas possuem habilidades que são extremamente importantíssimas para o Reino, basta nós nos analisarmos e dizermos ao Senhor: Aperfeiçoa em minha vida esse Dom, pois o Senhor Pai Já sabe no que eu sou bom. Seja ensinar, Discipular, pastorear, socorrer, fazer caridade, tudo seja para Glória do Senhor! Aleluia!

Êxodo 32:9-14

9 – Disse mais o SENHOR a Moisés: Tenho visto a este povo, e eis que é povo de dura cerviz. 10 – Agora, pois, deixa-me, para que o meu furor se acenda contra ele, e o consuma; e eu farei de ti uma grande nação. 11 – Moisés, porém, suplicou ao SENHOR seu Deus e disse: Ó SENHOR, por que se acende o teu furor contra o teu povo, que tiraste da terra do Egito com grande força e com forte mão? 12 – Por que hão de falar os egípcios, dizendo: Para mal os tirou, para matá-los nos montes, e para destruí-los da face da terra? Torna-te do furor da tua ira, e arrepende-te deste mal contra o teu povo.13 – Lembra-te de Abraão, de Isaque, e de Israel, os teus servos, aos quais por ti mesmo tens jurado, e lhes disseste: Multiplicarei a vossa descendência como as estrelas dos céus, e darei à vossa descendência toda esta terra, de que tenho falado, para que a possuam por herança eternamente.14 – Então o SENHOR arrependeu-se do mal que dissera que havia de fazer ao seu povo.

Neste contexto o povo foi levado pela idolatria e voltaram aos seus antigos deuses, o Boi Ápis, divindade Egípcia, elevando a ira do Senhor, o juízo de D-us era matar todos os idolatras, mas Moises nos ensina que a oração de uma Justo pode mudar até o juízo de D-us, desde modo mostra a Chessed(Graças, misericórdia), dando a oportunidade ao pecador de fazer Teshuvá(Retorno, Arrependimento), e alcançar o favor do Eterno. A Idolatria expressa em uma imagem é uma das proibições mas claras da Bíblia e abomináveis, tendo terríveis consequências ,porém o conceito de idolatrai é mais abrangente, ou seja, tudo que ocupa em nosso coração o lugar que deve ser de D-us caracteriza idolatria, hoje em nossos dias vemos uma exaltação a cantores Cristãos, a ponto de existir fã clube, devemos está vigilante contra as estratégias do mau. É claro que a idolatria é uma confirmação visível da “independência de D-us”  que já tomou o coração de uma pessoa. Pessoas hoje que trabalham incansavelmente para obter apenas bens materiais e gozar sua ganância, D-us quer pessoas que façam de seus bens um meio de o Reino do Céus ser glorificado trazendo benefícios para o coletivo.  

Êxodo 33:13-14

13 – Agora, pois, se tenho achado graça aos teus olhos, rogo-te que me faças saber o teu caminho, e conhecer-te-ei, para que ache graça aos teus olhos; e considera que esta nação é o teu povo. 14 – Disse pois: Irá a minha presença contigo para te fazer descansar.

Esse é um texto messiânico, fico me perguntando como Moises depois de conviver com o Senhor, ouvir a Voz de D-us e contemplar tantos Sinais ainda queria conhecer o Caminho de D-us? Pois somente através do ungido do Senhor, Jesus, é que podemos conhecer a D-us, o filho revela o amor, a presença e o caminho de D-us, apenas através de Jesus, é que verdadeiramente conhecemos o Caminho. Agora fica a pergunta que caminho temos traçado? Devemos fazer como Moises, dizer todos os dias: Senhor me revele o seu caminho que é o seu Filho para que te conheça e sinta a tua presença me transformar! Baruch Hashem! Bendito Seja o Nome!

Êxodo 33:18-20

18 – Então ele disse: Rogo-te que me mostres a tua glória. 19 – Porém ele disse: Eu farei passar toda a minha bondade por diante de ti, e proclamarei o nome do SENHOR diante de ti; e terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia, e me compadecerei de quem eu me compadecer. 20 – E disse mais: Não poderás ver a minha face, porquanto homem nenhum verá a minha face, e viverá.

Agora Moises se sentiu incapacitado em dar continuidade à missão recebida por D-us, e pedi que seja mostrada Sua Glória, nos ensinando que a maior Glória que um homem pode ter é sentir a Chessed (Misericórdia ou Graça) de D-us, pois isso trás a PAZ necessária para caminharmos neste mundo e ter a certeza para onde iremos após nossa caminhada com D-us. Num Sentido mais amplo, Jesus é hoje a maior expressão do Amor e Graça de D-us, pois ele esta com os braços abertos para revelar o Amor do Pai a todos quanto o buscam.

Êxodo 34:6-7

6 – Passando, pois, o SENHOR perante ele, clamou: O SENHOR, o SENHOR Deus, misericordioso e piedoso, tardio em irar-se e grande em beneficência e verdade; 7 – Que guarda a beneficência em milhares; que perdoa a iniqüidade, e a transgressão e o pecado; que ao culpado não tem por inocente; que visita a iniqüidade dos pais sobre os filhos e sobre os filhos dos filhos até à terceira e quarta geração.

Aqui podemos ver os Atributos de D-us, ou seja, pertence a sua natureza e não muda, a tradição Judaica Enumera 13 Atributos, e o novo testamento os confirmar e amplia nossa compreensão não apenas em conhecê-los com a mente, mas poder senti-los, aplicando-os em nosso relacionamento com os homens e que esses atributos através do novo nascimento possam fazer parte da vida do servo do Senhor. São os Atributos:

1º “O Nome” aqui faz referencia ao Tetragrama, Nome Impronunciável, Mostrando que D-us é Eterno, assim como seus atributos e seu amor. A presença do “Nome” nos da o entendimento de Poder para transforma qualquer adversidade em bênção. Na Oração do Pai nosso Jesus diz “santificado seja o Teu Nome” nos trazendo um Senso de Responsabilidade em relação ao nome que prestamos Culto, e o que Ele representa para cada Pessoa, ou seja, se dizemos que D-us é amor, devemos demonstrar esse Amor para com nosso semelhante também.

2º “D-us” Ele criou tudo com amor, uma verdadeira harmonia entre o bem estar dos homens e o ambiente onde vivem.

3º “D-us Piedoso” Significa ter compaixão do próximo, D-us não se alegra com a morte ou sofrimento dos outros, devemos assim também agir, assim como D-us criou tudo para o bem estar do homem, nós devemos a partir das coisas criadas amenizar o sofrimento dos outros, tendo cuidado de não mimar, para as pessoas não entrarem na inércia.

4º “Misericórdia” Um dos mais tremendos atributos! D-us poderia “fulminar” a humanidade mas ele age com todos com longanimidades,não punindo o pecador logo, mas aguardando seu arrependimento, e prestando ajuda aqueles quem não “merecem” prolongando seus dias, assim nós também devemos agir de igual modo independente de que seja, fazer o bem sempre, e o bem se faz com “Ações” concretas e não por palavra.

5º “Longanimidade” D-us aguarda o pecador retornar arrependido, assim como nós devemos ter paciência com aqueles que ainda não aceitaram a palavra que transforma. Devemos respeitar o livre arbítrio embora nunca devamos abandonar essas pessoas e sempre estar em oração pelas vidas delas.

6º “Bondade” Recebemos todos os dias o sustento divino, embora na maioria das vezes não percebemos que é D-us que tem nos sustentado.

7º “Verdade” Mostra que nunca mente, pois Ele é a “Própria Verdade” e quando Ele quer que sejamos santos é porque essa verdade nos garante a eternidade na presença dEle. Assim cada um de nós deve agir com verdade nunca enganando nosso próximo.

8º “Guarda a Benignidade” Mesmo que venhamos a morrer, e procuramos fazer o bem, D-us abençoa as próximas gerações pela nossa “bondade”.

9º “Perdoa a Iniquidade” A Prática do Pecado, desde que o pecado seja abandonado e não volte a ser praticado.

10º “Perdoa a Transgressão ou rebeldia” Um dos pecados mais terríveis! Pois viramos a costa ao Senhor! Mas mesmo assim ele estar disposto a perdoar.

11º “Perdoa o Pecado” A grande desgraça que entrou no mundo, mas D-us traçou um grande plano de trazer novamente o Éden, para que o homem viva em perfeita harmonia com D-us.

12º “Puni o Pecador” Mesmo D-us sendo Amor, Ele é também Justiça, deste modo o único modo de homem ter seus pecados é ter um sincero arrependimento e o abandono do pecado.

13º “Punir as gerações” Não sabemos como de fato acontece, mas se um pai educou erroneamente seus filhos, os mesmos sofrerão consequências desta má educação, logo isso pode ser a punição.

Aprendendo sobre os atributos de D-us, podemos nos assemelhar mais a D-us, essa nossa missão para ser Luz para os que andam em trevas.

Fazendo uma Correlação (Midrash) – Haftará

I Reis 18:1-39

1 – E SUCEDEU que, depois de muitos dias, a palavra do SENHOR veio a Elias, no terceiro ano, dizendo: Vai, apresenta-te a Acabe; porque darei chuva sobre a terra. 2 – E foi Elias apresentar-se a Acabe; e a fome era extrema em Samaria. 3 – E Acabe chamou a Obadias, o mordomo; e Obadias temia muito ao SENHOR, 4 – Porque sucedeu que, destruindo Jezabel os profetas do SENHOR, Obadias tomou cem profetas, e de cinqüenta em cinqüenta os escondeu numa cova, e os sustentou com pão e água. 5 – E disse Acabe a Obadias: Vai pela terra a todas as fontes de água, e a todos os rios; pode ser que achemos erva, para que em vida conservemos os cavalos e mulas, e não percamos todos os animais. 6 – E repartiram entre si a terra, para a percorrerem: Acabe foi à parte por um caminho, e Obadias também foi sozinho por outro caminho. 7 – Estando, pois, Obadias já em caminho, eis que Elias o encontrou; e Obadias, reconhecendo-o, prostrou-se sobre o seu rosto, e disse: És tu o meu senhor Elias? 8 – E disse-lhe ele: Eu sou; vai, e dize a teu senhor: Eis que Elias está aqui. 9 – Porém ele disse: Em que pequei, para que entregues a teu servo na mão de Acabe, para que me mate? 10 – Vive o SENHOR teu Deus, que não houve nação nem reino aonde o meu senhor não mandasse em busca de ti; e dizendo eles: Aqui não está, então fazia jurar os reinos e nações, que não te haviam achado. 11 – E agora dizes tu: Vai, dize a teu senhor: Eis que aqui está Elias. 12 – E poderia ser que, apartando-me eu de ti, o Espírito do SENHOR te tomasse, não sei para onde, e, vindo eu a dar as novas a Acabe, e não te achando ele, me mataria; porém eu, teu servo, temo ao SENHOR desde a minha mocidade. 13 – Porventura não disseram a meu senhor o que fiz, quando Jezabel matava os profetas do SENHOR? Como escondi a cem homens dos profetas do SENHOR, de cinqüenta em cinqüenta, numa cova, e os sustentei com pão e água? 14 – E agora dizes tu: Vai, dize a teu senhor: Eis que Elias está aqui; ele me mataria. 15 – E disse Elias: Vive o SENHOR dos Exércitos, perante cuja face estou, que deveras hoje me apresentarei a ele. 16 – Então foi Obadias encontrar-se com Acabe, e lho anunciou; e foi Acabe encontrar-se com Elias. 17 – E sucedeu que, vendo Acabe a Elias, disse-lhe: És tu o perturbador de Israel? 18 – Então disse ele: Eu não tenho perturbado a Israel, mas tu e a casa de teu pai, porque deixastes os mandamentos do SENHOR, e seguistes a Baalim.19 – Agora, pois, manda reunir-se a mim todo o Israel no monte Carmelo; como também os quatrocentos e cinqüenta profetas de Baal, e os quatrocentos profetas de Asera, que comem da mesa de Jezabel. 20 – Então Acabe convocou todos os filhos de Israel; e reuniu os profetas no monte Carmelo. 21 – Então Elias se chegou a todo o povo, e disse: Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o SENHOR é Deus, segui-o, e se Baal, segui-o. Porém o povo nada lhe respondeu. 22 – Então disse Elias ao povo: Só eu fiquei por profeta do SENHOR, e os profetas de Baal são quatrocentos e cinqüenta homens. 23 – Dêem-se-nos, pois, dois bezerros, e eles escolham para si um dos bezerros, e o dividam em pedaços, e o ponham sobre a lenha, porém não lhe coloquem fogo, e eu prepararei o outro bezerro, e o porei sobre a lenha, e não lhe colocarei fogo. 24 – Então invocai o nome do vosso deus, e eu invocarei o nome do SENHOR; e há de ser que o deus que responder por meio de fogo esse será Deus. E todo o povo respondeu, dizendo: É boa esta palavra. 25 – E disse Elias aos profetas de Baal: Escolhei para vós um dos bezerros, e preparai-o primeiro, porque sois muitos, e invocai o nome do vosso deus, e não lhe ponhais fogo.26 – E tomaram o bezerro que lhes dera, e o prepararam; e invocaram o nome de Baal, desde a manhã até ao meio dia, dizendo: Ah! Baal, responde-nos! Porém nem havia voz, nem quem respondesse; e saltavam sobre o altar que tinham feito. 27 – E sucedeu que ao meio dia Elias zombava deles e dizia: Clamai em altas vozes, porque ele é um deus; pode ser que esteja falando, ou que tenha alguma coisa que fazer, ou que intente alguma viagem; talvez esteja dormindo, e despertará. 28 – E eles clamavam em altas vozes, e se retalhavam com facas e com lancetas, conforme ao seu costume, até derramarem sangue sobre si. 29 – E sucedeu que, passado o meio dia, profetizaram eles, até a hora de se oferecer o sacrifício da tarde; porém não houve voz, nem resposta, nem atenção alguma. 30 – Então Elias disse a todo o povo: Chegai-vos a mim. E todo o povo se chegou a ele; e restaurou o altar do SENHOR, que estava quebrado. 31 – E Elias tomou doze pedras, conforme ao número das tribos dos filhos de Jacó, ao qual veio a palavra do SENHOR, dizendo: Israel será o teu nome. 32 – E com aquelas pedras edificou o altar em nome do SENHOR; depois fez um rego em redor do altar, segundo a largura de duas medidas de semente. 33 – Então armou a lenha, e dividiu o bezerro em pedaços, e o pôs sobre a lenha. 34 – E disse: Enchei de água quatro cântaros, e derramai-a sobre o holocausto e sobre a lenha. E disse: Fazei-o segunda vez; e o fizeram segunda vez. Disse ainda: Fazei-o terceira vez; e o fizeram terceira vez; 35 – De maneira que a água corria ao redor do altar; e até o rego ele encheu de água. 36 – Sucedeu que, no momento de ser oferecido o sacrifício da tarde, o profeta Elias se aproximou, e disse: Ó SENHOR Deus de Abraão, de Isaque e de Israel, manifeste-se hoje que tu és Deus em Israel, e que eu sou teu servo, e que conforme à tua palavra fiz todas estas coisas. 37 – Responde-me, SENHOR, responde-me, para que este povo conheça que tu és o SENHOR Deus, e que tu fizeste voltar o seu coração.38 – Então caiu fogo do SENHOR, e consumiu o holocausto, e a lenha, e as pedras, e o pó, e ainda lambeu a água que estava no rego.39 – O que vendo todo o povo, caíram sobre os seus rostos, e disseram: Só o SENHOR é Deus! Só o SENHOR é Deus!

Fazendo uma análise entre o texto do Pentateuco nos mostra como é destrutível o pecado da Idolatria, pois no fundo a idolatria é uma independência de D-us, e essa se manifesta pela aversão as leis Divinas, e uma desconsideração dos princípios ali contidos, e uma grande consequência do pecado aqui no tempo de Acabe era a escassez na plantação, pois a terra para que possa prosperar é necessário que o povo esteja cumprindo a Torá(Instrução divina). Hoje em nossos dias vemos igrejas cristãs com imagens, e isso entristece o coração de D-us, pois se entristeceu no passado com Acabe hoje não é diferente, e esse erro vem pela negligencia de lideres em entender os princípios contidos na Bíblia, e por não ensinar o povo, dando prioridade a dogmas humanos.

I Coríntios 8:4-13

4 – Assim que, quanto ao comer das coisas sacrificadas aos ídolos, sabemos que o ídolo nada é no mundo, e que não há outro Deus, senão um só. 5 – Porque, ainda que haja também alguns que se chamem deuses, quer no céu quer na terra (como há muitos deuses e muitos senhores), 6 – Todavia para nós há um só Deus, o Pai, de quem é tudo e para quem nós vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós por ele. 7 – Mas nem em todos há conhecimento; porque alguns até agora comem, no seu costume para com o ídolo, coisas sacrificadas ao ídolo; e a sua consciência, sendo fraca, fica contaminada. 8 – Ora a comida não nos faz agradáveis a Deus, porque, se comemos, nada temos de mais e, se não comemos, nada nos falta. 9 – Mas vede que essa liberdade não seja de alguma maneira escândalo para os fracos. 10 – Porque, se alguém te vir a ti, que tens ciência, sentado à mesa no templo dos ídolos, não será a consciência do que é fraco induzida a comer das coisas sacrificadas aos ídolos? 11 – E pela tua ciência perecerá o irmão fraco, pelo qual Cristo morreu. 12 – Ora, pecando assim contra os irmãos, e ferindo a sua fraca consciência, pecais contra Cristo. 13 – Por isso, se a comida escandalizar a meu irmão, nunca mais comerei carne, para que meu irmão não se escandalize.

Que palavra oportuna! Muitos que alegam manter imagens de “santos” nas igrejas e em suas casas, por ignorância acabam levando outras pessoas a praticarem esse pecado, que possamos com amor mostrar nas escrituras o grande problema da idolatria, pois ele tende a tirar a confiança que devemos ter única e exclusivamente em D-us, e desviar para o simples simbolismo e supertição. E isso leva o “Cristão” a viver o nominalismo Religioso, no qual não há experiência de conversão com D-us nem testemunho de transformação.

Você Sabia?

No Comentário da Torá de Moisés diz que o Ketóret(Incenso), era composto por 12 Especiarias, que queimava 2 vezes ao dia, de manhã e tarde, que queimava em cima do altar de ouro no interior do tabernáculo, e apenas o Sumo-Sacerdote que queimava sobre um incensário este incenso com brasas acesas no Santo dos Santos, Arão fez perdoar o pecado dos vivos e mortos na praga que causou a morte de 14.700 pessoas (Números 17:12), dizem os sábios Judeus que o cheiro do incenso era tão forte que o cheiro se sentia a longas distancias, levando um tremendo temor na alma de cada pessoa em relação a importância Espiritual e uma reflexão do propósito do templo na vida do servo de D-us, pois era um cheiro divino.

Anúncios

Deixe uma resposta